Nosso Pantanal

Por Nathália Araújo

O Pantanal é considerado a maior planície inundável do planeta. Dotado de uma beleza exuberante e única, é um verdadeiro berçário para as espécies vegetais e animais.  Carrega cerca de 2 mil plantas de potencial medicinal e quanto a fauna o endemismo é basicamente “inexistente”, pois as espécies que ocorrem aqui, também habitam em outros biomas. Possui uma área com cerca de 150.355 km², parte disso ocorre no Brasil e o restante no Paraguai e Bolívia. É o menor bioma existente no país, no entanto, abriga uma importante densidade de espécies de mamíferos por km² do mundo. 

Por possuir grande importância ambiental, foi decretado Patrimônio Nacional pela Constituição de 1998. O Pantanal gera muito em serviços ambientais e ainda pode se mantido bem conservado. De toda forma, mesmo considerando essa importância, o bioma passou por graves problemas mais recentes. Só em 2020 um número de queimadas sem precedentes, cuja área atingida equivale a 17.500 km² de vegetação. Isso representa 10% de toda a área de ocorrência desse bioma tão importante. 


Tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla) em área úmida no Pantanal (Marcelo Calazans).

Em razão dessa situação, a sociedade civil organizada, instituições e voluntários tem realizado importante frente de atuação para diminuir os problemas dessas ocorrência e prestar atendimento, num primeiro momento a animais atingidos. Essas medidas constituem uma forma de valorizar toda essa relevância natural. Ajudar, relembrar e conhecer as características dessa região biológica pode nos proporcionar um pouco da dimensão do que temos em nossas terras, nossa biodiversidade, nosso Pantanal.

 LEIA MAIS  Gostou de saber das vantagens da Pantanal? Saiba também as principais curiosidades sobre o tamanduá-bandeira e leia a Revista Natu.

Comentários

Mais vistas