5 curiosidades que você deveria saber sobre o Cerrado


O Cerrado é um dos seis biomas brasileiros, se concentra principalmente no Planalto Central, e está presente nos estados de Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Bahia, Maranhão, Piauí, Rondônia, Paraná, São Paulo e Distrito Federal.

É assim conhecido no nosso país, mas em outros lugares do mundo ocorre com o nome de savanas, as quais se caracterizam por uma vegetação com árvores baixas, arbustos espaçados e gramíneas. O clima é predominantemente quente com um período chuvoso e outro seco.

O Cerrado apresenta algumas particularidades em relação as outras savanas devido a  aspectos climáticos, geográficos e culturais especiais. Também sofre com uma intensa exploração antrópica em sua região, o que afeta sua conservação.


Todos esses fatores fazem do Cerrado uma região com algumas singularidades importantes a se conhecer.

1. É o segundo maior bioma brasileiro
Perdendo apenas para a Amazônia, o Cerrado ocupa uma área de mais de 2 milhões de hectares, correspondendo a cerca de 25% do território nacional. Não só é o segundo maior conjunto ecossistêmico do Brasil, como também de toda a América do Sul.

2. Considerado o "berço das águas"
No domínio do Cerrado nascem os rios que vão formar as principais bacias hidrográficas do país. São eles: Parnaíba, Paraguai, Paraná, Tocantins-Araguaia, São Francisco e Amazônica. O Paraguai e Paraná se juntam ao rio Uruguai e formam a bacia do Prata, de grande importância econômica para o Brasil e os países fronteiriços. Em sua área se encontra também três grandes aquíferos: Guarani, Bambuí e Urucuia.



3. Savana mais rica em Biodiversidade
O Cerrado é considerado um hotspot mundial - área que abriga grande diversidade biológica e espécies endêmicas, ou seja, que não são encontradas em nenhum outro lugar do mundo.
Estima-se que possua mais de 6 mil espécies de árvores e 800 de aves. Aproximadamente 40% das espécies de vegetação lenhosa, e cerca de 50% das abelhas são espécies endêmicas. Sobre os insetos, fala-se de mais de 14 mil espécies, representando 47% da diversidade de insetos do Brasil.


4. Ameaça de extinção de espécies
Pesquisas afirmam que 20% das espécies nativas e endêmicas já não ocorrem em áreas protegidas e que pelo menos 137 espécies da fauna presentes no Cerrado estão ameaçadas de extinção.
Depois da Mata Atlântica, o Cerrado foi o bioma brasileiro que mais recebeu exploração das atividades humanas. A expansão agrícola e pecuária é a grande responsável por essa ocupação, junto ao aproveitamento da lenha para produzir carvão.

5. O Cerrado é o dos biomas brasileiros com menos áreas protegidas
Apesar das características singulares de biodiversidade, o Cerrado, junto com a Caatinga, é a área menos protegida pelo poder público. Esse bioma apresenta 8,21% de seu território legalmente protegido por unidades de conservação; desse total, 2,85% são unidades de conservação de proteção integral, nas quais são permitidos apenas usos indiretos; e 5,36% de unidades de conservação de uso sustentável, nas quais são compatibilizados o uso dos recursos naturais com a conservação da natureza.

Essas curiosidades mostram a grande riqueza do cerrado e também traz um alerta para a necessidade de mais ações para conservação do ambiente natural e de todos os serviços ecossistêmicos que ele oferece.

Por Amanda Rodrigues Santos Costa

Comentários

Mais postagens