A importância das abelhas no Planeta Terra


Por Nathália Araújo

Bzzz... bzzz... bzzz. 🐝 

Certamente, já ouviu esse som. Isso mesmo, são elas, as abelhas. Suas asas batem cerca de 230 vezes por segundo e acaba produzindo esse zumbido, por vez, bastante peculiar. Pertencentes à ordem Hymenoptera, hoje são conhecidas cerca de 25 mil espécies de abelhas em todo mundo, ou seja, elas ocorrem em todos os continentes, mas não gostam muito do frio, por isso, não há registro desse grupo na Antártida. Possuem aparência com formigas e vespas, podem ou não possuir ferrão, vivem socialmente em colônias e são rápidas: podem voar a uma velocidade de 25 km/h. São fiéis produtoras de mel, própolis, geleia real, ceras e até veneno.

Onde haja flores que possam ser polinizadas por insetos, lá estão elas, prontas para o trabalho. São especialmente conhecidas pelo seu importante papel na polinização, seja ecológico, econômico ou comercial. Diferente de outros polinizadores como morcegos e beija-flores, as abelhas procuram flores onde podem encontrar tanto néctar quanto pólen, construindo assim uma fonte rica de energia e proteínas para suprir suas necessidades. Atualmente, sabe-se que cerca de 2% das abelhas selvagens do planeta são responsáveis por 80% da polinização das culturas de todo o mundo.

Sabe o que isso significa? Sem as abelhas não teríamos frutos silvestres, nem tomates, maçãs, couves, abacates, laranjas, amêndoas, dentre outros. Agora você consegue imaginar a importância que o trabalho das abelhas possui em nível global? Sem elas, certamente não haveria condição para uma produção eficaz de alimentos que fosse capaz de suprir toda a população mundial, o resultado disso seria na falta de alimento.


Além disso, há registros que as abelhas polinizam cerca de 85% das flores do mundo, silvestres ou não. E por que as flores significam tanto nesse contexto? Alguns animais herbívoros, como o gado, se alimentam de espécies vegetais que possuem um ciclo de vida longo, isso significa que quanto mais flores e frutos, mais alimento para esses animais e, consequentemente mais alimento para os animais carnívoros e alimentos lácteos. Por fim, uma cadeia alimentar equilibrada, um ecossistema equilibrado.

Sem abelhas e sem cerca de 80% da polinização que elas fazem, não haveria alimento para as aves, para outros insetos, para répteis e anfíbios, dentre outros animais. Assim, toda a cadeia alimentar estaria comprometida, por consequência os animais morreriam de fome e significativa parte das plantas deixariam de existir, diminuindo a diversidade no nosso planeta. As abelhas também são bioindicadoras de um ecossistema saudável, elas são sensíveis e pouco tolerantes às mudanças climáticas. Portanto, se encontrar jardins de flores ou flores silvestres repletas de abelhas, saiba que isso é um bom sinal.

Os fatores que levam a destruição das populações de abelhas no mundo são o elevado uso de pesticidas, poluição e introdução de espécies invasoras, além de doenças, emissão de dióxido de carbono e culturas geneticamente modificadas.

 LEIA MAIS  Gostou de saber mais sobre abelhas? Saiba também curiosidades sobre o Tamanduá-bandeira

Comentários

  1. Essa garota vai longe. Você é um orgulho pra mim. Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Mais vistas