A feiura do terror

Domingo da semana passada, 8 de janeiro, vimos e vivemos a feiura do terror, na destruição de espaços da República do Brasil, na praça dos três poderes em Brasília. Daqui para frente é continuar em “estado permanente de vigília e cobrança democrática”.
 
*As palavras em aspas por Renata Lo Prete

Comentários

MAIS VISTAS