Atenção! Travessia?!


Por Fernanda Abra

Placa de sinalização vertical de advertência de travessia de fauna (tipo A-36). 
Muitos gestores rodoviários se enganam quando empreendem recursos financeiros para alocação destes tipos de placas com a INTENÇÃO de reduzir colisões com animais.

Diversos estudos científicos já testaram a eficiência destas placas na redução destas colisões. O resultado? Algo entre 0 e 3% de redução! Salientando que a porcentagem variando de 1 a 3% tem a ver com placas bem mais incrementadas, com dispositivos luminosos ou alocadas em estações do ano com maiores índices de movimentação da fauna (migratórias, por exemplo).

A mensagem deste tipo de placa é inespecífica sobre o tempo e o espaço! Não se sabe quando, onde e obviamente, qual animal irá cruzar a rodovia.

Sendo assim, as pessoas tendem a desacreditar na mensagem da placa e não ficam mais atentas, não reduzem as velocidades operacionais e, consequentemente, não há mudanças sobre redução de colisões com animais.

Eu tirei essa foto na rodovia BR-174, território indígena Waimiri Atroari, no estado de Roraima. O que se vê nesta placa é um grande desrespeito ao patrimônio público e à fauna silvestre. As marcas de tiros demonstram que o atropelamento não é o único impacto sobre a fauna na região.

…………………
Fernanda Abra é Bióloga, tem ampla experiência em Ecologia e se dedica à Ecologia de Estradas, com contribuições importantes para o conhecimento e a conservação da fauna brasileira.

 LEIA MAIS  Estudos relacionados à sinalização de vida silvestre em estradas:


- Wildlife warning signs and animal detection systems aimed at reducing wildlife-vehicle collisions - https://doi.org/10.1002/9781118568170.ch24 


- Wildlife warning reflectors do not mitigate wildlife–vehicle collisions on roads - https://doi.org/10.1016/j.aap.2018.08.003 

Comentários