Nema comemora 5 anos com lançamento de guia de identificação de plantas da Caatinga


Há 5 anos foi criado o Núcleo de Ecologia e Monitoramento Ambiental (Nema) da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) com o objetivo de executar ações ambientais no âmbito do Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf). Para marcar o aniversário será realizado um evento comemorativo com o lançamento do “Guia de Propágulos e Plântulas da Caatinga”. O evento acontecerá nesta sexta-feira (22), a partir das 9h, no Nema, localizado no Campus Ciências Agrárias (CCA), em Petrolina (PE).

O evento terá a presença do vice-reitor Telio Nobre Leite e da chefe de Gabinete Yariadner Costa Brito. A abertura da cerimônia será realizada pelos coordenadores do Nema e professores da Univasf, Renato Garcia Rodrigues e Daniel Salgado Pifano. Ainda será apresentado um vídeo comemorativo com depoimentos de pessoas que fizeram parte desses 5 anos de história. Em seguida, será realizado o lançamento do “Guia de Propágulos e Plântulas da Caatinga”, criado com o objetivo de ser um referencial prático para a identificação das fases iniciais do desenvolvimento de espécies relevantes do bioma. A obra é de autoria de Nazareth Urquiza, Jullyanna Carvalho, Christiane Corrêa, Leonardo Pimentel, Daniel Pifano e Renato Garcia. Todos desenvolvem pesquisas e possuem experiência na área de Botânica e Ecologia, com ênfase no bioma Caatinga. Para encerrar a solenidade, será servido um café da manhã a todos os participantes e realizado um plantio de mudas de árvores nativas da Caatinga no Bosque do Nema, localizado entre a sede do Núcleo e o prédio do Centro de Estudos em Biologia Vegetal (Cebive).

Para o coordenador do Nema, professor Renato Garcia, o evento é uma oportunidade de celebrar as conquistas nesses 5 anos de trabalho. “Este é um momento importante para relembrar o esforço de toda a equipe e seu vínculo com os objetivos traçados, além de reforçar o compromisso de gerar conhecimento e colaborar com o desenvolvimento científico da nossa região semiárida através da Univasf”, ressalta. O Núcleo foi criado em 2014 com o objetivo de preservar, recuperar e produzir conhecimento sobre a flora da Caatinga, por meio de execução de programas ambientais nas áreas de influência do Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf).

Por Karen Lima

Comentários

Postagens mais visitadas