Pegadas de Mamíferos do Cerrado



Os animais despertam o interesse de muitas pessoas, em todas as idades. Há muitas formas de estudar os animais silvestres. Uma delas é através dos estudos de rastros. Identificar as pegadas de animais, por exemplo, exige atenção e um conjunto de técnicas apropriadas. Com uma análise local bem realizada é possível saber até mesmo a espécie e outras informações de interesse ecológico do animal em questão.


Os estudos com pegadas têm muitas aplicações. Eles podem ser usados para compor trabalhos de licenciamento ambiental, inventários para unidades de conservação, pesquisas científicas, atividades de educação ambiental. É uma forma de estudo de baixo custo e que pode render resultados importantes. São também estudos que não causam desconforto aos animais, por ser uma forma indireta de contato. Essa forma de estudo é mais utilizada para médios e grandes mamíferos, mas também é possível identificar a presença de algumas espécies de aves e répteis.


 
Qualquer pessoa pode aprender um pouco sobre as técnicas que envolvem essa ciência. Professores de ensino básico podem utilizar dessa possibilidade para enriquecer as atividades de campo com alunos, e assim realizar uma aula diferente.


O Instituto oferece o curso básico 'Pegadas de Mamíferos do Cerrado'. Para fazer pré-inscrição entre em contato com a organização contato@institutojurumi.org.br para saber as próximas datas.

Rodrigo Viana é pesquisador associado do Instituto, tem graduação em Ciências Biológicas, especialização em meio ambiente, possui experiência em vida silvestre e trabalhos técnicos publicados na área.

Comentários

Mais postagens