As abelhas e a gente


Nathália Araújo

As abelhas são insetos cujas fêmeas coletam pólen e néctar diretamente das flores para alimentar suas larvas. Elas podem produzir mel, própolis, geleia real, ceras e veneno. Diferente de outros polinizadores como morcegos e beija-flores, as abelhas procuram flores onde podem encontrar tanto néctar quanto pólen, construindo assim uma fonte rica de energia e proteínas para suprir suas necessidades. São do Filo: Arthropoda, da Classe: Insecta, da ordem: Hymenoptera e cerca de sete famílias, entre elas: Apidae. A sociedade das abelhas é formada por castas, as classes das abelhas produtoras de mel estão divididas em: rainha, operárias e zangões. As operárias são responsáveis pela busca de alimentos, a rainha põe ovos e o zangão acasala com a rainha. A rainha possui um tamanho bem maior que as operárias, e é a única fêmea fértil da colmeia. Após uns 7 dias do acasalamento, ela põe mais de 2.000 ovos por dia e pode viver até 4 anos.


As abelhas possuem cabeça, tórax e abdome; seu corpo é revestido por um exoesqueleto e em algumas regiões, há presença de pelos, responsáveis também por transportar grãos de pólen. Na cabeça, apresentam um par de antenas, três ocelos e dois olhos compostos; um par de mandíbulas, a língua e glândulas importantes no processamento da geleia real. No tórax, há três pares de pernas, dois pares de asas e glândulas digestórias, além do espiráculo e esôfago. No abdome está o ovopositor (das fêmeas) para depositar os ovos, estão as glândulas produtoras de cera, o ferrão acoplado a uma bolsa de veneno e alguns órgãos.




Há registros que as abelhas polinizam cerca de 85% das flores do mundo, silvestres ou não e hoje, são conhecidas cerca de 25 mil espécies que podem ser encontradas nos cinco continentes, exceto na Antártida. Também sabe-se que cerca de 2% das abelhas selvagens do planeta são responsáveis por 80% da polinização das culturas de todo o mundo, por isso, possuem relevante importância econômica e ecológica. Sem as abelhas não teríamos frutos silvestres, nem tomates, maçãs, couves, abacates, laranjas, amêndoas, dentre outros. 


Agora você consegue imaginar a importância que o trabalho das abelhas possui?


Sem elas, certamente não haveria condição para uma produção eficaz de alimentos que fosse capaz de suprir toda a população mundial, o resultado disso seria a falta de alimento, sendo que muitas pessoas passam fome (milhões) e tem ainda o desperdício. Sem abelhas e sem cerca de 80% da polinização que elas fazem, não haveria alimento para nós, para as aves, para outros insetos, para répteis e anfíbios, dentre outros animais. Assim, toda a cadeia alimentar estaria comprometida, por consequência os animais morreriam de fome e significativa parte das plantas deixariam de existir, diminuindo a diversidade no nosso planeta. 



Ameaças: Os fatores que levam a destruição das populações de abelhas no mundo são o elevado uso de agrotóxico, poluição e introdução de espécies invasoras, além de doenças, emissão de dióxido de carbono e culturas geneticamente modificadas.



 LEIA MAIS  Gostou de saber mais sobre as abelhas? Saiba também as principais curiosidades sobre o Cerrado e também do Tamanduá-bandeira

Comentários

  1. Sem dúvidas! As abelhas são essenciais para a natureza, logo, precisamos reconhecer e ter gratidão por todo o trabalho que, indiretamente, elas prestam à uma enorme parte da biodiversidade global. Outro fato interessante para a conservação das abelhas, neste caso as sem ferrão, são os meliponários, que se aplicados de forma consciente e respeitando a ecologia de cada espécie são ótimas alternativas para garantir continuidade e abundância de espécies botânicas e das próprias abelhas 🐝. Amei a matéria 😄 o universo das abelhas é incrível.

    ResponderExcluir

Postar um comentário