Os animais mais atropelados - Sistema Urubu


O Sistema Urubu é um conjunto de ferramentas em prol dos estudos sobre ecologia de estradas coordenado pelo Centro Brasileiro de Estudos em Ecologia de Estradas - CBEE da Universidade Federal de Lavras - UFLA. Dentre essas ferramentas exite o aplicativo que ajuda a mapear os atropelamentos de animais no Brasil.

Todos os dados inseridos no banco de dados do Sistema Urubu estão sumarizados em tabelas. Elas são atualizadas diariamente e demonstram a composição dos dados que é recebido pelo público via Urubu Mobile que o utiliza para gerir dados.

Nas tabelas é possível saber quais espécies foram mais registradas, os estados e as unidades de conservação com mais informações, por exemplo. Segundo o CBEE uma espécie com maior número de registros não necessariamente é mais atropelada, pois os registros somente refletem o número de fotos enviadas pela comunidade do Sistema Urubu.

Sabe-se que pequenos vertebrados são os mais atropelados. Eles são principalmente anfíbios (sapos e pererecas) e répteis (pequenas cobras e algumas tartarugas), além de aves (passarinhos) e mamíferos (roedores). O motivo da diferença está na facilidade maior de localização pelos usuários das rodovias e pelas equipes de monitoramento, principalmente devido a velocidade.

Existe um novo portal que reúne varias informações sobre ecologia de estradas. Todos esses esforços são importantes para conhecimento sobre ecologia aplicada as estradas e tem contribuído para ações e politicas públicas que contemplam a biodiversidade e saúde pública. Nesse sentido o Instituto Jurumi tem o Núcleo de Pesquisa em Ecologia de Estradas e Vias para colaborar com todas as atividades relacionadas ao assunto.

O Sistema Urubu é a maior rede social de conservação da biodiversidade brasileira.
Baixe o aplicativo no celular, e caso encontre algum animal atropelado, colabore com estatísticas.

Comentários

Mais postagens