Nota pela Conservação da Natureza

A Natureza é muito importante para a sociedade, por meio de recursos e serviços insubstituíveis, e até mesmo, imensuráveis. Como substituir a água que tanto é necessária no dia-a-dia de todos? Como medir a importância da regulação do microclima? Como substituir o papel tão bem desempenhado por espécies animais no ambiente onde vivem? Como calcular a renovação do ar que respiramos todo o tempo? Com todas as ferramentas de hoje e os estudos é possível estimar alguns números, mas substituir, não.

Para que todos esses e outros processos naturais continuem a acontecer são necessárias medidas para Conservação da Natureza, dentre elas as Unidades de Conservação - UC. Para isso é necessária a criação e gestão dessas áreas, no desenvolvimento de estudos, pesquisas e outras formas de interação das pessoas com a natureza. No Brasil a gestão é feita pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, uma autarquia vinculada ao Ministério de Meio Ambiente do Estado Brasileiro, mais conhecida como ICMBio.


Para haver uma gestão adequada é fundamental equipe com formação e experiência relacionadas à conservação ambiental. Dessa forma é possível realizar um trabalho no qual o ambiente possa contribuir para o desenvolvimento do país, sem prejuízos ao patrimônio natural brasileiro. Então o presidente do ICMBio precisa ser alguém que tenha histórico relacionado a conservação da natureza, para que os objetivos propostos sejam alcançados. Portanto somos contra a nomeação de alguém que tenha perfil alheio aos objetivos apresentados para tal cargo.

O Instituto Jurumi para Conservação da Natureza apoia a ideia de que cargo público estratégico para a agenda socioambiental brasileira seja ocupado por pessoa com uma carreira desenvolvida na área e que venha a contribuir para o desenvolvimento sustentável e a proteção da biodiversidade.

Comentários

Mais postagens